titulo Larvas estranhas podem invadir o corpo humano!...

          Diferentes tipos de organismos podem invadir o corpo humano de várias formas: por via inalatória, ingestão de alimentos e água contaminados e contato sexual, ou seja, penetrando as cavidades naturais do corpo humano. As consequências podem variar, desde ligeiro desconforto até quadros clínicos graves, se forem eles patogênicos para o homem. A literatura reporta casos de lesões de cavidades e ulcerações, como infestação da mucosa oral, entre outras.
imagesCAZ3EI28

Algumas espécies de artrópodes podem invadir o corpo humano por orifícios naturais, principalmente boca, narinas e condutos auditivos externos. Insetos, tanto na forma adulta quanto jovem, são alguns desses invasores. Um exemplo de invasão humana por insetos é a miíase, que consiste na infestação por larvas de moscas em tecidos vivos ou mortos. As larvas podem causar vários tipos de danos, dependendo da espécie e das circunstâncias em volta da infestação, como as infecções bacterianas secundárias e o estado imunológico do paciente.
images20

Em seres humanos, os ouvidos, nariz e garganta são as áreas mais comumente infestadas, e casos mortais têm sido relatados na literatura (Guimarães & Papavero, 1999).
imagesCAC28GYD

O objetivo desde estudo é identificar os principais invasores, classificando-os e descrevendo as alterações clínicas por eles causadas, bem como a terapêutica, ajudando a prevenir quanto a futuras invasões.


Não são incomuns os casos de invasão de orelha, nariz e garganta por insetos e outros organismos. A maioria dos casos resolve-se facilmente e sem sequelas, mas alguns podem evoluir para graves complicações.
imagesCAF857HM

A maioria dos insetos coletada neste estudo é atraída pela luz de mercúrio e restos de comida. Portanto, uma forma de minimizar a invasão de cavidades humanas por insetos é reduzir o uso de luz de mercúrio e medidas de limpeza e higiene, eliminando, por exemplo, os restos de comida. Também é importante, no sentido de evitar-se complicações, a não tentativa de remoção por profissional não habilitado ou na falta de material adequado. (Fonte: http://www.scielo.br)
imagesCABSJIHJ

Enviado por Redacción en 28 | Septiembre noticia vista 14730 veces